sábado, 26 de janeiro de 2013

Complicações decorrentes de diabetes: Nefropatia e Neuropatia

NEFROPATIA DIABÉTICA
A nefropatia diabética é uma complicação da diabetes causada principalmente pelo descontrole da glicemia. A hiperglicemia faz com que o rim perca a capacidade de poupar glicose e a elimine pela urina (glicosúria). O primeiro sintoma de nefropatia se dá pelo excesso de glicosúria que aumenta o tamanho do rim, diagnosticado por exames de imagem. Após esse sintoma surge o aparecimento de proteínas na urina em forma de microalbuminúria que com o passar do tempo aumenta e surgem sinais de insuficiência renal: elevação da ureia e creatinina no sangue.
O tratamento varia de caso para caso, mas a maioria das vezes inclui: controle da glicemia, manutenção da pressão arterial e nutrição dietética adequada.
Quando o pacientes se encontra na fase da:
- nefropatia incipiente (microalbuminúria): deve-se utilizar o IECA e/ou BRA; o ieca (inibidor de angiotensina I) atua no ciclo da renina e impede que a angiotensina I se converta em angiotensina II, e o  bra (bloqueador do receptor de angiotensina II) bloqueia o receptor de angiotensina II, assim interrompendo o ciclo da renina, impedem o aumento da pressão arterial;
- nefropatia clínica (macroalbuminúria): ocorre a otimização do IECA;
Tratar a nefropatia é uma forma de prevenção da insuficiência renal crônica que depois de instalada só existem duas formas de tratamento: diálise (processo artificial que substitui os rins) e transplante renal (substituição do rim doente por um rim saudável).
Por isso tanto diabetes tipo 1 ou tipo 2 devem realizar frequentes exames de urina para detectar a microalbuminúria que é um indicativo precoce de nefropatia. Os outros sintomas aparecem quando o rim perdeu mais da metade da sua capacidade funcional. Então para quem tem diabetes o mais importante a se fazer é sempre controlar a taxa glicêmica!!!


NEUROPATIA DIABÉTICA
Neuropatia diabética é uma doença que acontece nos nervos causada pelo diabetes. Os danos nos nervos causados pelo diabetes também podem conduzir a problemas com órgãos internos, tais como o trato digestivo, coração, e órgãos sexuais, causando indigestão, diarreia ou constipação, vertigem, infecções na bexiga, e impotência. Em alguns casos, neuropatias podem causar provocar perda de peso ou até mesmo depressão. Ainda não se sabe a causa principal da neuropatia, mas sabe-se que o nível alto da glicose afeta os nervos.Os sintomas de Neuropatia também dependem de quais nervos e quais partes do corpo são afetadas.
Tipos de Neuropatia:

-neuropatia autonômica: afeta os nervos do coração e órgãos internos; causa estase gástrica (estômago esvazia-se lentamente), problemas de transpiração, impotência sexual e tontura.
-neuropatia focal: afeta um único nervo, ou uma determinada região;
-polineuropatia distal: afeta os nervos mais longos, causando dores formigamento ou queimação.
Tratamento
      No caso da neuropatia focal ou autonômica pode ser utilizado sessões de fisioterapia para evitar a compressão dos nervos ou realizar uma descompressão cirúrgica. E principalmente o controle da glicemia previne o surgimento ou a evolução da doença.
     Já a polineuropatia distal não possui um medicamento eficaz para a cura, apenas medicamentos para aliviar os sintomas, mas é importante prevenir lesões nos pés ou quedas.

Referências:
http://www.diabetes.org.br/component/content/article/116-complicacoes-cronicas/543-neuropatia-diabetica



Postado por Daiana Constancio

Nenhum comentário:

Postar um comentário